Email

contato@vcauditivos.com

Whatsapp

(11) 99023-9480

Nosso BLOG

Que tontura! Labirintite!?

É muito comum que as pessoas associem a tontura à labirintite, mas o que eles não sabem, é que esta não é a única doença a atingir a região.

Que é um dos problemas mais comuns, na realidade é mesmo. Estudos indicam afetar cerca de 30% da população brasileira, de qualquer idade, desde a infância até a terceira idade. Ela causa também forte dor de cabeça, além da tontura.

Mas então vamos conhecer as principais doenças do labirinto, conforme pesquisei no material disponibilizado pelo Dr. Rafael Pinz (CRM: 14548 / RQE 7163):

1- VERTIGEM POSICIONAL PAROXÍSTICA BENIGNA, OU SIMPLESMENTE, VPPB: é uma vertigem, que também pode ser acompanhada de perda de equilíbrio, postura instável, náuseas e vômitos, e que é causada pelo desprendimento de otocônias, que são pequenos cristais de cálcio responsáveis por fornecer informações sobre a posição da nossa cabeça.

Quando esses cristais ficam soltos no labirinto (tecido ósseo que fica dentro da orelha interna e é responsável pelo equilíbrio do corpo), o indivíduo recebe informação errada sobre a posição de sua cabeça.

Como tratamento, há uma técnica de reposicionamento dos cristais no labirinto, chamada MANOBRA DE REPOSICIONAMENTO CANALICULAR, que consiste em movimentos e posições da cabeça e corpo.

2- DOENÇA DE MENIÉRE: esta apresenta sintomas como o zumbido, vertigem, perda auditiva, sensação de pressão no ouvido, náuseas e vômitos, e ocorre devido ao aumento de pressão sobre os líquidos do ouvido interno. Sabe-se que está relacionada a outras doenças como diabetes, hipertensão e doenças autoimunes, por exemplo, mas suas causas ainda não são completamente conhecidas.

Inicialmente o tratamento se concentra na amenização dos sintomas, principalmente a vertigem, mas será investigada outra doença que possa estar provocando os sintomas, para garantir um controle e combate adequado e mais amplo.

3- CINETOSE: Muitas vezes, é denominada erroneamente como labirintite, pois se caracteriza pelas tonturas, enjoos e náuseas sentidas pelo indivíduo que na verdade, tem um labirinto com dificuldade de processar diferentes informações.

Os sintomas desta são mais percebidos nas situações de movimento como: viagens de carro ou avião. E é ainda mais agravado pelo movimento sequencial do olhar.

Em geral, o tratamento consiste na realização de exercícios repetitivos de reabilitação vestibular (a região vestibular também é localizada na orelha interna). Alguns medicamentos também podem ser prescritos para a prevenção ou eliminação dos sintomas.

4- NEURITE VESTIBULAR: trata-se de um distúrbio do sistema vestibular causado, em geral, por um vírus que afeta a estrutura responsável por enviar mensagens sobre o movimento e equilíbrio do corpo, o nervo vestibular.

Esta doença provoca fortes náuseas, tonturas, desequilíbrio e dificuldade para caminhar. Na maioria dos casos é tratada com medicamentos sintomáticos e também anti-inflamatórios, mas quando os sintomas da vertigem e desequilíbrio não desaparecem também se faz necessária a reabilitação vestibular.

Referência bibliográfica:

https://cdo.com.br/saiba-o-que-sao-as-doencas-do-labirinto/(pesquisado em 29.03.21)

Está gostando do conteúdo compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest

Artigos Recentes

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas.
👋 Olá, como posso ajudar?